Carrinho de Compras
© Cynthia Alonso

Virginie Despentes

Virginie Despentes, escritora e cineasta francesa, conheceu uma fulgurante notoriedade após a publicação do seu primeiro romance Baise-moi (1993), adaptado para o cinema em 2000. Tanto o livro como o filme exploram a experiência fundadora da violação na vida da autora. A sua subsequente pulp fiction explora com garra e transgressão temas como o sexo, as drogas e a obscenidade, propondo a raiva como antídoto à ordem dos costumes vigentes. Despentes integra a Academia Goncourt desde Janeiro de 2016.